Venha opinar sobre nosso possível sexto encontro!

Responder 
Guia de Role-Playing para Potrinhos
Autor Mensagem
NightMare
Don't cry because it's over, smile because it happened





Respostas: 2.272
Likes Dados: 646
Likes Ganhos: 1.117
Pronome: Ele
Ausente


RE: Guia de Role-Playing para Potrinhos
(07/04/2015 09:59)Brian_eduardo_10 Escreveu:  Bem isso não a dúvida, infelizmente é comum em desenhos americanos colocarem um personagem no pedestal e senta-lo na cabeça dos outros, twilight pode ser a escolhida que for, sem as outras 5 ela não é forte o bastante (pelo menos eles não tiraram a essência da união delas)

Desenhos em geral fazem isso, uns menos outros mais, mas o que eu quero apontar é que sem os elementos a Twilight tem muito mais pinta de Salvadora do Mundo ou de Favorecida do que as outras.

Se você retirasse os Elementos da Harmonia do desenho agora, as outras personagens não passariam de pôneis talentosas, talvez excluindo a Fluttershy que conversa com animais e tem seu Stare, sendo mais fora do comum.

Enquanto a Twilight? Ela continua sendo tudo aquilo que eu listei.

Ela tem muito mais elementos de "O Escolhido" do que as outras, esse é o meu ponto, ela é a verdadeira representação da trope no desenho.

O Escolhido deveria ser o acima de todos, por isso um grupo composto de 6 verdadeiros Escolhidos seria como ter 6 Twilights, ou 6 Rangers Vermelhos.

Quotando a trope da TvTropes que usa Sailor Moon como exemplo:

Citar:Sailor Moon: the title character, and to a lesser extent, all the other "Sailor" characters...the non-evil ones, at any rate.

As outras sailors também são escolhidas, mas A Escolhida é a Serena.
Assim como as M6 também são escolhidas, mas A Escolhida é a Twilight.

[Imagem: tPcznNh.png]
07/04/2015 10:11
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
MissChaos42
Ressuscitada?
*




Respostas: 4.366
Likes Dados: 60
Likes Ganhos: 67
Pronome: Ela
Offline


RE: Guia de Role-Playing para Potrinhos
(07/04/2015 01:23)Zenie Escreveu:  
(06/04/2015 10:11)NightMare Escreveu:  O problema é você jogar um RPG medieval com o Incrível Hulk, ou o Super-Homem.
Minha revista favorita de RPG costumava fazer adaptações de coisas loucas para D&D e outros sistemas, inclusive um Homem-aranha medieval, mas isso não vem ao caso Mlp-aawkward

(06/04/2015 10:11)NightMare Escreveu:  E quanto ao O Escolhido, eu me refiro quando alguém quer ser O Escolhido, no completo e absoluto singular. Em jogos com um Mestre isso não é muito problemático, mas em jogos abertos pode vir a causar problemas, se cada um tiver 3 personagens Escolhidos, suddenly é normal ser escolhido.
Dependendo do tamanho do grupo, e do contexto que os torna "os escolhidos" pode não ser tão absurdo. Digo, em MLP temos 6 "escolhidas", descontando a Cadance apesar da Cadance ser o perfeito exemplo de Mary Sue que queremos evitar aqui. Mlp-ptongue

De resto, yeah, concordo com você.

E sim, sei que falo coisas que provavelmente novatos não saberiam fazer, mas queria falar delas mesmo assim, não me julgue Mlp-tunsee

(06/04/2015 17:14)Celestia Stareberg Escreveu:  Nighty essa historia de oc e muito OP?

Eu concordo com os outros, mas queria dar um toques.

Primeiro, o começo da descrição faz parecer que ele é meio social awkward, mas logo em seguida diz que ele ficou popular na escola. Eu até entendo o que você quis fazer aí, mas recomendo que, pra não parecer uma mudança artificial e brusca demais, você crie um "momento" no qual começou essa transição entre o "cara que só tinha livros como amigos" e o "cara que ficou popular ensinando todo mundo na escola". Dependendo do quanto você quiser detalhar isso, pode até deixar o histórico do seu personagem mais profundo.

Segundo, cuidado com essa história dele ser um gênio precoce (sorry, mas a descrição do personagem realmente faz parecer que ele é sim um gênio), famoso, conceituado e amado por todos, porque isso chega muito perto de torna-lo um chato perfeitinho. Como já foi dito antes, se não está incomodando ninguém e você gostou do resultado, nada de errado com isso, mas não caia no erro de achar que, só porque seu char não é um superatleta, não destrói planetas, não é um alicórnio semideus, meio-dragão, meio-anjo, meio-demônio, meio-chuck norris, que ele também não pode ser um gary stu.
@Samantha
Olha, eu sou outro que vai dar palpite sem ter lido a fic, mas uma sugestão que posso fazer é tornar esse poder do caos da personagem algo que não está sob o controle dela na maior parte do tempo, podendo até ser perigoso para ela mesma, sendo mais uma maldição do que uma "bênção" propriamente dita. Isso vai te dar oportunidades para colocar drama e desafios na trajetória dela, e mostra-la superando essas dificuldades, se você fizer direito, pode atrair a simpatia dos leitores, que podem até perdoar o fato dela ser apelona, já que esse poder é acompanhado de um grande risco para equilibrar.

OMG! OMG
You're the best, Zenie
07/04/2015 10:11
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Own x 1(list)
Own x 1
Brian_eduardo_10
Não importa o quanto esta quebrado, o mundo não para para você se juntar
*




Respostas: 1.233
Likes Dados: 91
Likes Ganhos: 260
Pronome: Ele
Offline


RE: Guia de Role-Playing para Potrinhos
(07/04/2015 10:11)NightMare Escreveu:  
(07/04/2015 09:59)Brian_eduardo_10 Escreveu:  Bem isso não a dúvida, infelizmente é comum em desenhos americanos colocarem um personagem no pedestal e senta-lo na cabeça dos outros, twilight pode ser a escolhida que for, sem as outras 5 ela não é forte o bastante (pelo menos eles não tiraram a essência da união delas)

Desenhos em geral fazem isso, uns menos outros mais, mas o que eu quero apontar é que sem os elementos a Twilight tem muito mais pinta de Salvadora do Mundo ou de Favorecida do que as outras.

Se você retirasse os Elementos da Harmonia do desenho agora, as outras personagens não passariam de pôneis talentosas, talvez excluindo a Fluttershy que conversa com animais e tem seu Stare, sendo mais fora do comum.

Enquanto a Twilight? Ela continua sendo tudo aquilo que eu listei.

Ela tem muito mais elementos de "O Escolhido" do que as outras, esse é o meu ponto, ela é a verdadeira representação da trope no desenho.

O Escolhido deveria ser o acima de todos, por isso um grupo composto de 6 verdadeiros Escolhidos seria como ter 6 Twilights, ou 6 Rangers Vermelhos.

Quotando a trope da TvTropes que usa Sailor Moon como exemplo:

Citar:Sailor Moon: the title character, and to a lesser extent, all the other "Sailor" characters...the non-evil ones, at any rate.

As outras sailors também são escolhidas, mas A Escolhida é a Serena.
Assim como as M6 também são escolhidas, mas A Escolhida é a Twilight.

Sim sim eu sei de tudo isso (infelizmente)
Mas vem a ideia, não podeira haver mais de um escolhido? Mas de maneira igual é claro.

[Imagem: 3Az5XXu.png?1]
07/04/2015 10:24
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
NightMare
Don't cry because it's over, smile because it happened





Respostas: 2.272
Likes Dados: 646
Likes Ganhos: 1.117
Pronome: Ele
Ausente


RE: Guia de Role-Playing para Potrinhos
(07/04/2015 10:24)Brian_eduardo_10 Escreveu:  Sim sim eu sei de tudo isso (infelizmente)
Mas vem a ideia, não podeira haver mais de um escolhido? Mas de maneira igual é claro.

Mas a trope é O Escolhido, no singular.

Por isso que u digo que em MLP não tem essa de um grupo de "6 Escolhidos", a verdadeira Escolhida é a Twilight, o resto se encaixa na trope de leve.

Uma história com 6 Escolhidos seria algo tipo um encontro de Rangers Vermelhos, ainda assim, um deles ainda provavelmente ganharia algum destaque, e seria O Escolhido entre os escolhidos.

The Chosen One

[Imagem: tPcznNh.png]
07/04/2015 10:40
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Mikan Tsumiki
Ultimate Nurse





Respostas: 812
Likes Dados: 149
Likes Ganhos: 184
Pronome: Qualquer um
Ausente


RE: Guia de Role-Playing para Potrinhos
(07/04/2015 01:23)Zenie Escreveu:  
(06/04/2015 10:11)NightMare Escreveu:  O problema é você jogar um RPG medieval com o Incrível Hulk, ou o Super-Homem.
Minha revista favorita de RPG costumava fazer adaptações de coisas loucas para D&D e outros sistemas, inclusive um Homem-aranha medieval, mas isso não vem ao caso Mlp-aawkward

(06/04/2015 10:11)NightMare Escreveu:  E quanto ao O Escolhido, eu me refiro quando alguém quer ser O Escolhido, no completo e absoluto singular. Em jogos com um Mestre isso não é muito problemático, mas em jogos abertos pode vir a causar problemas, se cada um tiver 3 personagens Escolhidos, suddenly é normal ser escolhido.
Dependendo do tamanho do grupo, e do contexto que os torna "os escolhidos" pode não ser tão absurdo. Digo, em MLP temos 6 "escolhidas", descontando a Cadance apesar da Cadance ser o perfeito exemplo de Mary Sue que queremos evitar aqui. Mlp-ptongue

De resto, yeah, concordo com você.

E sim, sei que falo coisas que provavelmente novatos não saberiam fazer, mas queria falar delas mesmo assim, não me julgue Mlp-tunsee

(06/04/2015 17:14)Celestia Stareberg Escreveu:  Nighty essa historia de oc e muito OP?

Eu concordo com os outros, mas queria dar um toques.

Primeiro, o começo da descrição faz parecer que ele é meio social awkward, mas logo em seguida diz que ele ficou popular na escola. Eu até entendo o que você quis fazer aí, mas recomendo que, pra não parecer uma mudança artificial e brusca demais, você crie um "momento" no qual começou essa transição entre o "cara que só tinha livros como amigos" e o "cara que ficou popular ensinando todo mundo na escola". Dependendo do quanto você quiser detalhar isso, pode até deixar o histórico do seu personagem mais profundo.

Segundo, cuidado com essa história dele ser um gênio precoce (sorry, mas a descrição do personagem realmente faz parecer que ele é sim um gênio), famoso, conceituado e amado por todos, porque isso chega muito perto de torna-lo um chato perfeitinho. Como já foi dito antes, se não está incomodando ninguém e você gostou do resultado, nada de errado com isso, mas não caia no erro de achar que, só porque seu char não é um superatleta, não destrói planetas, não é um alicórnio semideus, meio-dragão, meio-anjo, meio-demônio, meio-chuck norris, que ele também não pode ser um gary stu.
@Samantha
Olha, eu sou outro que vai dar palpite sem ter lido a fic, mas uma sugestão que posso fazer é tornar esse poder do caos da personagem algo que não está sob o controle dela na maior parte do tempo, podendo até ser perigoso para ela mesma, sendo mais uma maldição do que uma "bênção" propriamente dita. Isso vai te dar oportunidades para colocar drama e desafios na trajetória dela, e mostra-la superando essas dificuldades, se você fizer direito, pode atrair a simpatia dos leitores, que podem até perdoar o fato dela ser apelona, já que esse poder é acompanhado de um grande risco para equilibrar.

Woa zenie,eu tento não deixar ele como o genio precoce mas toda a vida dele e baseada nisso então por isso eu exagero na inteligencia

Creditos: @Seturn
[Imagem: tumblr_ohw3mjXrJJ1vc7eeao1_500.gif]
07/04/2015 13:49
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Zen
Oncoming Storm





Respostas: 11.589
Likes Dados: 3.969
Likes Ganhos: 3.497
Pronome: Qualquer um
Offline


RE: Guia de Role-Playing para Potrinhos
@Celestia Stareberg
Ele ser gênio, precoce ou não, não é ruim, mas ser um gênio que é "um dos educadores mais famosos de Equestria", resolve todos os problemas e que todo mundo ama sem um bom motivo é que pode vir a se tornar um problema. Eu vou sempre bater na mesma tecla: vai depender de como você usa tudo isso.

Explicar as coisas, como eu sugeri antes, ajuda a não criar antipatia, aquele sentimento de "meu personagem é fodão porque eu quero e você vai ter que engolir".

Também acho que seria bom refletir se certas coisas são realmente necessárias. No caso, será mesmo necessário que ele seja "um dos educadores mais famosos de Equestria"? Isso não soa um tanto pretensioso, principalmente para um personagem que, pelo menos ao meu ver, ainda não deixou claro o que fez de tão impressionante? Não bastaria ser apenas um professor respeitado em Ponyville? Ou, no máximo, "um educador muito famoso"?

Não são imposições, claro, mas são perguntas que acho importante você fazer a si mesmo.

[Imagem: T7nALwR.jpg?1]
08/04/2015 00:48
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Packlejap
O rumo deste lugar cada vez mais é incerto no futuro





Respostas: 3.791
Likes Dados: 8.396
Likes Ganhos: 1.857
Pronome: Ele
Offline


RE: Guia de Role-Playing para Potrinhos
Mlp-ascared Só de ver o tópico me lembrou a ultima rp por perfil que fiz interpretando 4 personagens que pretendo até fazê-los de ocs ou até usar a rp para criar uma fic talvez -q

Mlp-dlulz Cada um representado por emotes de determinado pônei da série com direito a nome,claro
Aderp Sério,usar os quatro ao mesmo tempo era um grande desafio quando o outro user era mais ativo no perfil.Hj ele raramente entra
Resposta editada pela última vez em: 08/04/2015 01:10 por Packlejap.

[Imagem: B3t1faS.png]
Clique no link para assistir Fighting is Magic [200 subs special]

"Algumas possibilidades apenas vem até você somente quando realmente merecer"
08/04/2015 01:07
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Engraçado x 1(list)
Engraçado x 1
NightMare
Don't cry because it's over, smile because it happened





Respostas: 2.272
Likes Dados: 646
Likes Ganhos: 1.117
Pronome: Ele
Ausente


RE: Guia de Role-Playing para Potrinhos
(08/04/2015 01:07)Seaticel Escreveu:  Mlp-ascared Só de ver o tópico me lembrou a ultima rp por perfil que fiz interpretando 4 personagens que pretendo até fazê-los de ocs ou até usar a rp para criar uma fic talvez -q

Mlp-dlulz Cada um representado por emotes de determinado pônei da série com direito a nome,claro
Aderp Sério,usar os quatro ao mesmo tempo era um grande desafio quando o outro user era mais ativo no perfil.Hj ele raramente entra

Heh, esse tipo de situação é um pouco incomum em roleplays livres e em poucas pessoas. Em jogos mestrados se torna algo um pouco mais corriqueiro ter 5~6 NPCs junto com os PJs.

[Imagem: tPcznNh.png]
08/04/2015 09:02
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Packlejap
O rumo deste lugar cada vez mais é incerto no futuro





Respostas: 3.791
Likes Dados: 8.396
Likes Ganhos: 1.857
Pronome: Ele
Offline


RE: Guia de Role-Playing para Potrinhos
@NightMare
Mlp-asilly Esses 4 que usei foram npc's mesmo e eu de alguma maneira conseguia interpretá-los sem problemas

Mlp-aeh O meu principal mesmo era um alicórnio,mas não cheguei a usar o "termo" de um ser perfeito como a maioria faz.Isso pra mim é exagero

Mlp-aag O outro user que fazia tal rp comigo interpretava quase todos os pontos negativos que vc citou no tópico.Me incomodava tanto que eu chegava a dar bronca pq onde já se viu um unicórnio que sabe de tudo?
Resposta editada pela última vez em: 08/04/2015 14:42 por Packlejap.

[Imagem: B3t1faS.png]
Clique no link para assistir Fighting is Magic [200 subs special]

"Algumas possibilidades apenas vem até você somente quando realmente merecer"
08/04/2015 14:40
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
ramiresbr
Go for the eyes Boo, GO FOR THE EYES!! RrraaaAAGHGHH!!!
*




Respostas: 835
Likes Dados: 228
Likes Ganhos: 296
Pronome: Ele
Offline


RE: Guia de Role-Playing para Potrinhos
Eu joguei muito RPG quando era adolescente então vejamos se consigo dizer algo útil acerca do assunto.

Em primeiro lugar, acho que algumas pessoas estão confundindo OCs, personagens originais criados por um autor com base em um universo existente e PERSONAGEM DE RPG, que também são personagens originais criados para um universo já existente (duh!) mas para ser usados em um jogo de Role Play.

PERSONAGENS LITERÁRIOS
Antes de começar, quero diferenciar um terceiro tipo que vou chamar de personagem literário, é aquele protagonista criado para um conto ou livro completamente original que não é baseado em nenhuma série conhecida.

Quando se cria um personagem literário o autor tem mais liberdade para fazer o que quiser de acordo com a história que pretende contar dentro do contexto que ele escolher, dessa forma um Chosen one/Alicórnio/Vingador/Ultimo da espécie/devorador de mundos pode ser um ótimo protagonista para uma trama cheia de ação/destruição/guerras interestelares, um exemplo é Gurren Laggan, um ótimo anime de ação onde a escala de poder evolui tanto que extrapola qualquer limite de razoabilidade.

Note que nesse caso o autor não escolheu apenas o personagem principal, mas definiu o universo todo onde a trama iria se desenrolar, os protagonistas secundários, os inimigos, os poderes, ou seja, teve controle criativo de tudo e uniu todos os elementos de forma a encaixar com a história que queria contar, de modo que fica mais fácil utilizar um dos arquétipos mencionados de forma interessante, ainda que seja preferível evitar clichês.


ORIGINAL CHARACTER (OCs)
Quando se cria um OC para ser utilizado em um universo que já existe, como MLP, a coisa muda um pouco de figura, o seu personagem é que deve se encaixar em um universo já existente de modo que fique verossímil, e aqui é necessário considerar os arquétipos descritos no op do tópico e fazer certas perguntas como de onde surgiu outro Alicórnio? Outra princesa é realmente necessário? um personagem perfeito que nunca erra vai ficar legal ou chato? as pessoas vão querer ler isso?

Mesmo nesse caso, em que o universo já existe ainda é possível alterar alguns elementos para se criar uma boa fanfic, Celestia teve uma filha eras atrás dada como natimorta mas que foi criada escondida por um culto e agora voltou para destronar sua mãe desnaturada? É clichê mas pode funcionar.

Outro exemplo é Follout Equestria, que alterou radicalmente o mundo de MLP mesclando os elementos do jogo de uma forma muito bem feita, onde bombas nucleares viraram mega spells e o FEV um tipo de gosma mágica que altera os seres vivos, mas uma alteração drástica assim pode descaracterizar demais a série.

PERSONAGENS DE RPG
Para criar personagens de RPG, que é o objetivo do post existem outras coisas que são necessárias levar em consideração, eu vou falar apenas de RPGs com um GM controlando pois é o único tipo que joguei.

Primeiro, o mundo já está definido e você não tem qualquer liberdade criativa para altera-lo de modo a encaixar seu personagem, salvo se o mestre autorizar, assim qualquer poder, raça, ou traços de personalidade que queira ter deverá ser muito bem explicado e autorizado pelo GM.

É óbvio que a maioria dos GMs são bem flexíveis e não vão ficar implicando a toa com os personagens dos jogadores, mesmo porque o objetivo do jogo é se divertir, mas os arquétipos citados como o apelão, o escolhido ou Zé perfeitinho podem atrapalhar a narrativa pelos motivos já descritos e devem ser evitados principalmente por iniciantes.

Outra coisa a ser levada em consideração é o bom senso, se o universo usado é MLP não adianta construir um personagem que tenha uma Power Armor com uma Vulcan acoplada que não rola, mesmo com a explicação mais mirabolante do mundo deve-se ter um mínimo de coerência entre o personagem e o mundo usado.

Lembre-se que você NÃO É O ÚNICO JOGADOR, os outros participantes querem se divertir também, assim, se o seu personagem super phodástico inteligentíssimo, bonitão, chutador de bundas resolver tudo sozinho o resto do grupo não vai ter nada para fazer a não ser ficar assistindo, e isso não tem graça nenhuma.

Basicamente, ao se criar personagens de RPG além de olhar para o próprio umbigo é necessário levar em consideração os outros jogadores e o estilo de campanha que o mestre vai rolar para que tudo se encaixe, de certo modo se tem muito mais liberdade ao se criar OCs que personagens de RPG.

Outro ponto importante, você vai interpretar aquele personagem durante toda a campanha, de nada adianta você criar um mago com uma história fantástica, super inteligente e exímio estrategista se no jogo você gosta mesmo é de chutar portas e dar pauladas em monstros, crie um guerreiro mercenário que vai se divertir muito mais.

Obviamente, um jogador mais antigo ou um bom escritor consegue usar estes arquétipos manjados e construir um bom personagem sem exagerar, mas para quem está iniciando o ideal é utilizar conceitos mais simples como um soldado novato que acabou de entrar para a guarda real, um ladino bom de lábia, um unicórnio estudioso que ambiciona se tornar um escriba no palácio e por ai vai.

Bom é isso, evitem personagens com histórias mirabolantes no início, com o tempo você irá criar personagens mais profundos e com mais conteúdo e lembrem-se da regra mais importante do RPG, DIVIRTA-SE.

[Imagem: 7QUt63p.jpg]
08/04/2015 14:54
Encontrar todas as respostas deste usuário Citar esta mensagem em uma resposta
Winner x 2 Informativo x 1(list)
Winner x 2
Informativo x 1

Compartilhar: facebook gplus twitter

Responder 


Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes